EXAMES

“Medicina veterinária sem exames, não é medicina veterinária. É o mesmo que dar um tiro no escuro.”

Esta frase do Dr. Octávio Lisboa demonstra a importância na realização de exames para um correto diagnóstico do estado de saúde do animal.

Na medicina de aves não é diferente, atendemos pacientes que não nos dizem o que estão sentindo e na maioria dos casos já chegam em estado grave. Ou seja, o diagnóstico deve ser preciso, baseado em exames laboratoriais e/ou exames de diagnóstico por imagem, caso contrário, podemos colocar em risco o sucesso do tratamento. Conheça abaixo o que oferecemos.

Exames

Coleta de Sangue e Contenção Física Especiais

A coleta de sangue das aves é um grande desafio para todos os médicos veterinários, devido ao tamanho dos animais, fragilidade dos vasos sanguíneos e pela dificuldade de contenção do paciente para que o sangue possa ser coletado.

Nossa equipe desenvolveu uma técnica especial de coleta de sangue e contenção física minimamente estressante para aves e muito rápida. Desta forma poupamos o nosso paciente do enorme estresse provocado por uma contenção física demorada e inadequada e obtemos uma mostra sanguínea com reduzidas alterações, comuns de serem identificadas e relacionadas ao estresse da ave durante a coleta.

Exames

Exames laboratoriais e de imagem:

Hemograma

Exame de sangue importantíssimo para avaliar a saúde das aves e identificar possíveis desordens, como anemia e infecções.

Exames laboratoriais e de imagem:

Hemograma

Exame de sangue importantíssimo para avaliar a saúde das aves e identificar possíveis desordens, como anemia e infecções.

Bioquímicas

Exames específicos, coletados a partir do soro sanguíneo. As bioquímicas sanguíneas fornecem ao médico veterinário informações sobre a situação de diversos órgãos, concentração de minerais e etc.

Exemplos de bioquímicas mais utilizadas na nossa rotina:

AST e Lactato: fornecem informações sobre a saúde do fígado da ave;

Ácido úrico: de acordo com a concentração de ácido úrico do paciente, o médico veterinário consegue identificar problemas renais e de desidratação;

Colesterol: semelhante aos humanos, as aves que recebem uma alimentação inadequada precisam ser checadas em relação à concentração do colesterol sanguíneo;

Cálcio: bioquímica importante de ser verificada principalmente em filhotes e em fêmeas em período de postura ou que sofrem com postura excessiva de ovos.

Exames Parasitólogicos

A partir da pesquisa parasitológica das fezes e secreções, conseguimos identificar se a ave está sofrendo alguma infecção parasitária. Diversos parasitas, causam problemas sérios de saúde nas aves como deficiência na absorção de nutrientes, anemia, destruição da mucosa intestinal, hemorragias, lesões na mucosa da cavidade oral e etc. Para que seja possível um tratamento adequado é necessário identificarmos, através do exame, a espécie do parasita.

CUIDADO! Não recomendamos nenhum tratamento “preventivo” com vermífugos, principalmente sem a orientação de um médico veterinário. Cada tipo de parasita exige uma medicação específica e cada paciente precisa receber uma dose específica de medicamento.

Exames de Cultara Bacteriana

Exames fundamentais para identificar a espécie bacteriana ou a espécie de fungo que está atacando o paciente e obter a informação dos antibióticos mais eficazes para o tratamento. Tratar a infecção de um paciente sem ter conhecimento de qual agente patogênico o está atacando é assumir um risco muito alto. Se o medicamento escolhido não for eficaz, muitas vezes será impossível corrigir o problema.

Pesquisa de Clamídia

Exame realizado para identificar a bactéria Chlamydia Psittaci, causadora da Clamidiose. Esta bactéria é encontrada nas fezes, urina ou secreções das calopsitas, papagaios e outras espécies de aves de estimação, mas também pode ser encontrada nos seres humanos, contaminados através do contato direto com as aves.

A maioria das aves contaminadas são portadores assintomáticos da doença, ou seja, estão contaminadas pela bactéria, porém, não desenvolvem a doença e não ficam doentes. Já atendemos aves com mais de vinte anos, que estavam contaminadas e nunca desenvolveram a doença. O desenvolvimento da doença nas aves geralmente acontece graças a uma queda de imunidade por alguma situação de estresse, como por exemplo: aves recém compradas e mal alimentadas.

Nas aves a bactéria na maioria das vezes provoca uma inflamação nos olhos (conjutivite) ou até mesmo uma infecção generalizada atingindo órgãos vitais como rins, fígado e pulmões. No ser humano, provoca principalmente conjutivite, infecções respiratórias ou problemas ginecológicos. O grande problema para as pessoas e para as aves, é que os sinais da doença são muito parecidos com sintomas provocados por infecções bacterianas ou virais mais comuns, o que torna obrigatório a realização do exame específico para a identificação da doença, pois o tratamento se dá através de um antibiótico específico. Não fique muito preocupado, apesar de não haver vacina, a doença tem cura quando o diagnóstico e o tratamento são feitos de forma correta.

Radiografia

A radiografia para as aves deve ser considerada um exame básico e fundamental, diferente dos mamíferos, onde a radiografia é mais utilizada para avaliar problemas ortopédicos, nas aves o exame de radiografia é importantíssimo para avaliarmos o sistema respiratório, os ossos e estimar se órgãos como coração, fígado e rins, estão com tamanhos e aspectos adequados.

Ecocardiograma com Doppler

O Ecocardiograma utiliza ultra-sons para examinar o coração. Obtêm-se imagens que permitem avaliar o tamanho, espessura e movimento das diversas estruturas cardíacas. O doppler utiliza igualmente ultra-sons, mas avalia a direção e velocidade do fluxo sanguíneo dentro do coração; esta informação é visualizada através de gráficos (doppler pulsado e contínuo) ou a cores (doppler codificado a cores). Tem como função acompanhar e diagnosticar cardiopatias, checar o funcionamento do coração, identificar as causas de insuficiência cardíaca e diagnosticar doenças do pericárdio.

Endoscopia

É uma importante ferramenta de diagnóstico por imagem e deve ser realizado nas aves de forma preventiva, principalmente nas aves de rapina como gaviões e falcões. Graças ao endoscópio o médico veterinário consegue visualizar e identificar possíveis problemas na mucosa da orofaringe, esôfago e inglúvio (papo) das aves.

As aves de rapina são muito sensíveis a algumas doenças que causam problemas digestivos como candidíase e a tricomoníase. Doenças que se não forem identificadas e tratadas precocemente podem causar sérios problemas.

Laparoscopia

É um procedimento cirúrgico, minimamente invasivo, realizado através de uma câmera e sob efeito de anestesia onde conseguimos visualizar e avaliar quase todos os órgãos da ave. É um importante método de diagnóstico para avaliar o sistema respiratório, fígado, rins, coração, testículos, ovários e identificar problemas como aspergilose, lesões no fígado e até tumores.

Termografia

É a técnica de registro gráfico das temperaturas de diversos pontos do corpo da ave através da detecção da radiação infravermelha por ele emitida. Através da câmera termográfica, o médico veterinário consegue identificar áreas de maior temperatura que podem estar relacionadas com inflamações e até tumores. Esta ferramenta é um método de diagnóstico importante para identificar problemas de forma precoce nas pernas e pés das aves. Temos orgulho de ser pioneiros no país na utilização da termografia em aves!